Páginas

30 de mar de 2011

O raiar do sol ...


São exatamente 4:37 da madrugada, e já estou de volta ao meu recanto, bem quieto e pensativo. Tendo a angústia, a dor e a tristeza como companheiros. Afinal, foram as únicas coisas que me restaram. E que aos poucos também estão saindo de mim, saindo em forma de lágrimas.

Diante dos meus olhos, eu vi se pôr o mais nobre dos sentimentos, o amor.Assim como o sol, ele veio nobre e radiante, mas aos poucos foi se apagando, perdendo o seu brilho e sua nobreza, até que um dia ele se foi, sem nunca mais voltar. Eu até tive a esperança de que um dia o meu amor voltaria a ser radiante e tão lindo, fosse tão lindo e tão cheio de vida quanto o mesmo. E até pouco tempo eu poderia lhe dizer que não acreditava mais em tal sentimento, pois para mim, ele tinha ido embora, para nunca mais voltar. Tinha se escondido atrás de uma montanha grande e tenebrosa, chamada DESESPERANÇA. Uma montanha que durante muito tempo fez uma grande sombra em minha vida, uma sombra cheia de infelicidade, angústia, dor, tristeza e ignorância. A infelicidade de ter se iludido diversas vezes e ter sido desapontado. A angústia de achar que nunca mais voltaria a sentir o que amava sentir. A dor de ter perdido alguém que fosse tão importante em minha vida. A tristeza de ter sido desvalorizado durante muito tempo. E a ignorância de achar que a felicidade nunca mais voltaria a sorrir pra mim.

A mais ou menos um mês atrás eu tive uma grande surpresa, todo esse meu achismo barato me deu uma grande rasteira. O sol novamente raiou para mim, e consigo trouxe tudo aquilo que um dia eu tinha deixado ir embora. Os mais maravilhosos sentimentos do mundo. E consigo a escuridão levou toda aquela tristeza e desesperança. Eu voltei a sentir a grande nobreza e a cintilância de um grande amor.

E todas as manhãs eu tenho acordado bem cedo, esperando o sol raiar e trazer consigo o meu amor, e hoje eu observei bem a imagem que o sol trazia a sua frente, era o seu rosto estampado ali. Vindo todas as manhãs, ser a minha grande felicidade.

Eu te amo,meu amor. Meu sol de todas as manhãs .

( Christian Lucas do Nascimento Ribeiro )

3 comentários: