Páginas

10 de nov de 2010

Platônico


Amando-te através de todas as fronteiras. Superando as barreiras que a sociedade impõe. Acreditando em um grande sonho que existe dentro de mim. E obedecendo a regra de meu coração: A esperança é a última que morre. Acordar feliz por ter tido algum sorriso. Triste por não saber ao menos quando você irá olhar para mim. Escrever milhões de textos e encaixá-los em melodias simples apenas esperando que você complete com seus refrões. Observar cada passo possível. Ver outra que não o ama no meu lugar. Conto que o destino tenha guardado para mim o dia que não me canso de imaginar. Eu, você e o amor. Dois corações unidos formando apenas um, sentimentos entrelaçados por uma eterna união.

Nenhum comentário:

Postar um comentário